top of page

Dança Criativa: A vida na dança e a dança da vida

Atualizado: 15 de fev. de 2022




A DANÇA CRIATIVA é um projeto de Dança interligado com as linguagens da ARTE aconteceu no final de 2014. Eu lecionava no quarto ano do Ensino Fundamental em uma escola rural da prefeitura do interior de São Paulo, onde fui concursada por 12 anos, não me lembro com todos os detalhes, mas recordo-me que eram 33 alunos, dos quais 5 não eram alfabéticos no início do ano letivo. Minha preocupação era “como” fazer com que os alunos que não eram alfabéticos participassem das aulas com interesse e tivessem curiosidade em aprender, mesmo sem saber o que estava escrito nos livros ou em seus cadernos. Além de todo o conteúdo pedagógico, os alunos também precisavam ser alfabetizados para que pudessem caminhar na aprendizagem junto com os outros alunos da sala.


O trabalho do professor muitas vezes torna-se complexo e provocativo quando falamos de ensino-aprendizagem, então, recorri a algumas abordagens pedagógicas que pudesse me auxiliar nesta questão de processos de aprendizagem. Foi então que, com a observação, a diagnóstica dos alunos e estudos de alguns teóricos de ensino aprendizagem, percebi que a Dança Educativa, sistematizada pelo bailarino Rudolf Laban, se entrelaça e se relaciona com a proposta construtivista trazida por Jean Piaget; uma proposta pedagógica em que a criança se desenvolve a partir de seus conhecimentos de vida, assim como a Teoria da Arte do Movimento de Rudolf Laban.


Levando em conta estes desafios dentro da sala de aula relacionados com a alfabetização e determinada em colaborar com a aprendizagem dos meus alunos, que de uma certa forma estavam em desvantagem em relação aos colegas da sala, recorri a uma metodologia em que o aluno experimentava corporalmente para resolver e solucionar seus problemas.


Os alunos participavam ativamente pensando e dando soluções através de movimentos e gestos pela dança. Utilizando a inspiração da Sistematização do Movimento de Rudolf Laban, trouxe para minhas aulas alguns momentos que fazíamos oficinas com todos os alunos e dançávamos para aprender os conteúdos que estavam nos livros.


Dessa forma, notei uma melhora significativa para a aprendizagem no interesse dos alunos que estavam em desvantagem, pois com essa nova maneira de aprender eles se nivelavam aos demais alunos. Atualmente exonerei meu cargo como professora da rede de Atibaia e atuo como professora de Dança em escolas particulares de Educação Infantil, Fundamental e ONGs com o projeto de Dança Criativa. Prossigo investigando em minhas aulas, com os alunos, o “como” construir um processo de movimento para que este se torne uma dança.


Quer saber mais sobre esse assunto? Leia o artigo publicado.


Adriana Liza

Mestra em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie; Especialista em LABAN / Bartenieff pela Faculdade Angel Vianna ; Especialista em Dança e Consciência; Graduada em Pedagogia e Ciências Biológicas; possui alguns cursos de extensão como: Extensão em Arte, Educação e Sociedade pela PUC; Didática do Ensino Superior; Extensão em Língua e Literatura pelo Mackenzie; Curso de Aperfeiçoamento LABAN - Arte Do Movimento: No Brincar e Na Arte. Participou por quatro anos do grupo de estudos da Cia. de Dança Caleidos em Linguagem da Dança ministrado pela Profª. Dra. Isabel Marques.


Instagram: @dancacriativa

Facebook: @dancacriativaadrianaliza

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page